Aperte Play e Escute a Rádio Crítica Radical

PRA SONHARMOS JUNTOS

A realidade se aproximou do pensamento do Crítica.

 

Agora, com milhões, vamos sonhar juntos a transformação da realidade.

 

Manter esse pensamento na temperatura da sua destruição não foi nada fácil. Esta ousadia, no entanto, nos colocou diante de uma conspiração emancipatória permanente.

 

Hoje, ela vem inspirada com o ar emancipatório da nova estação. Ele sopra na direção do Encontro Transnacional entre o impensável e o impossível tornando realizável a conquista de uma nova relação social, de uma nova sociedade.

 

Você se lembra? Que quando iniciamos essa aventura fomos considerados loucos(as)? Verdadeiros profetas do caos? Que ao nos depararmos com caminhos não traçados o voo do Crítica tinha que se transformar numa obra de arte em busca de sua superação?

Sítio na Serra da Mantiqueira RJ/SP/MG

Pois é. Agora, a estagnação e a falta de perspectiva da arte contemporânea correspondem à estagnação e à falta de perspectiva da sociedade da mercadoria, trabalho, fetichismo, valor, dissociação sexual, dinheiro, mercado, estado que entrou num processo de decomposição.

 

A comprovação disso bate diariamente nas nossas caras. O dia a dia da humanidade e da Terra está cada vez mais carregado com acontecimentos que mostram o fracasso colossal do nexo categorial e seu processo de dissociação que sustentavam a modernidade e a pós-modernidade. Esse colapso do capitalismo foi anunciado.

 

Seria previsível que a situação do mundo exporia de maneira cristalina que a época das soluções fáceis iria passar. Basta observar as administrações da barbárie no Brasil e no mundo. Portanto, impunha-se reerguer sobre novas bases teóricas e práticas o verdadeiro projeto da emancipação humana e ambiental. Foi o que fizemos e continuamos a fazer.

 

Sim, é verdade que o moderno sistema fetichista patriarcal produtor de mercadorias produziu não só o objeto para o sujeito. Ele foi muito mais longe produzindo o sujeito para o objeto. E essa formatação fetichista narcisista constitui a nossa mais complexa tarefa teórica e prática de superação.

 

No entanto, com o esgotamento da sociedade do espetáculo o objeto e o sujeito tornaram-se obsoletos e podem ser completamente superados.

Casarão da Emancipação / RJ

Se esse sujeito produziu, até aqui, o cantar das mercadorias e suas paixões, por outro lado a transformação emancipatória da realidade nos permite substituir esse cantar fetichista por uma inusitada melodia orquestrada por milhões de pessoas que cantarão a emancipação.

 

Nos ensaios dessa nova melodia fremitava o dia a dia do Crítica. E, agora, já não mais sem razão. E, então, irrompeu o convite para a ida do Crítica no sentido de contribuir para a instalação do projeto emancipatório na Serra da Mantiqueira, cujo ponto nodal está entre o Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A partir daí, Fortaleza, Cascavel, Iguatu, Serra da Mantiqueira e Rio de Janeiro instigam não só a nossa imaginação, mas também a de todas as pessoas que anseiam e buscam a emancipação.

 

Essa nova situação provoca a nossa criatividade, emoção, tesão e paixão desmedidos.

 

Forja-nos como vagalumes para enfrentarmos as trevas com sua barbárie reinante.

 

Suscita insurgências e rupturas para elaborarmos e construirmos o projeto emancipatório que, ao sonharmos juntos vira a realidade de uma libertação inusitada na história da humanidade.

Sítio Brotando a Emancipação / Cascavel - Ce

Se você não pôde vir antes, venha agora!

 

Venha para desafiarmos as impossibilidades, dando um sentido emancipatório à´4ª revolução industrial e originando, através da associação dos indivíduos conscientes e livres, uma sociedade humanamente diversa e desfetichizada, socialmente igual e criativa, ecologicamente exuberante e bela, prazerosa no ócio produtivo e completamente livre.

 

Vamos construir um novo movimento social levando em conta a superação dos acordes nos 50 anos de 68. Estamos diante de uma oportunidade histórica para criarmos uma situação que torne impossível qualquer retrocesso na medida em que não fica aprisionada na imanência e busca insistentemente a transcendência ao sistema.

 

Vamos realizar a façanha histórica que a humanidade nunca realizou até hoje.

 

Fundamentados na teoria crítica radical e realizando a ruptura emancipatória do moderno sistema fetichista patriarcal produtor de mercadorias vamos trilhar o mais belo caminhar da humanidade que é conquistar e construir a sociedade da emancipação humana e ambiental.

 

Um abraço,

 

Crítica Radical

 

Sítio Iguatu / CE

 

ATENÇÃO!

               Alguns aspectos importantes dos sítios estão nas fotos. Isso não deve substituir de forma alguma sua visita individual ou coletiva a essas experiências inovadoras.

>                As discussões abertas para a elaboração dos respectivos projetos estão iniciando. Todos os amigos e amigas estão intimados.  É fundamental a sua participação. Caso você ainda não conheça, anexamos as ideias da proposta do Sítio Brotando a Emancipação.

>                 Para dar andamento às inúmeras tarefas que de imediato se nos apresentam estamos anexando um orçamento inicial. Solicitamos que você escolha a sua melhor maneira de colaborar: contribuições (Movimento pela Emancipação Social - Banco do Brasil - Agência: 3253-0; Conta Corrente: 7926-X; CNPJ: 03324276/0001-13), Rede de Amigos e Colaboradores, vaquinha pela internet, doando ou adquirindo obras de arte e outros objetos, participando de shows, adquirindo o livro Dinheiro Sem Valor, de Robert Kurz (Antígona), doando material para as Feiras de Pechincha, entre outras.

               Estamos conscientes da complexidade para elaboração e construção desses projetos. As valiosas contribuições dos amigos e amigas do Brasil e dos vários países do mundo animam-nos para a realização exitosa dessa bela, complexa e instigante teoria com sua práxis correspondente.

FEIJOADA DA EMANCIPAÇÃO

Apresentação dos pontos básicos dos projetos

dos sítios de Iguatu, Cascavel/Grande Fortaleza e Rio de Janeiro.

 

Na abertura das discussões pretendemos abordar os fundamentos, objetivos, inovações ecológicas, arquitetônicas, organizacionais, tecnológicas, entre outras questões, dos referidos projetos.

Na oportunidade acontecerão também atividades artísticas.

 

21/JULHO (SÁBADO) / 2018   A PARTIR DAS 10h

FUNDAÇÃO SINTAF – R. PADRE MORORÓ, 952 - CENTRO

 

Este texto está sendo divulgado em formato de Folder.

Endereço: Rua João Gentil, 47 – Praça da Gentilândia - Fortaleza - Ceará - Brasil

Telefone: +55 85 3081 2956 | E-mail: criticaradical@gmail.com

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados - Critica Radical